Get Adobe Flash player
Início Escola Patrono

A nossa escola chama-se Garcia d’Orta. Sabem quem foi? Foi um importante médico e botânico português que viveu no século XVI.Vamos contar-vos um pouco da história da sua vida.
Nasceu em 1501, em Castelo de Vide. Os pais eram judeus expulsos de Espanha pelos Reis Católicos, em 1492. Estudou nas Universidades de Salamanca e Alcalá de Henares, formando-se em Artes, Filosofia Natural e Medicina, por volta de 1523.
Regressou então a Castelo de Vide e ali exerceu medicina. Em 1525, instalou-se em Lisboa, onde se tornou médico de D. João III e onde conheceu o grande matemático português Pedro Nunes.
Partiu para a Índia Portuguesa em 1534, como médico pessoal de Martim Afonso de Sousa, que foi para o Oriente como capitão-mor do mar da Índia, entre 1534 e 1538, e governador de 1542 a 1545.
Garcia d’Orta estabeleceu-se então como médico em Goa, onde adquiriu grande reputação. Aí ganhou a amizade de Luís de Camões.
Em 1543 casou com uma rica herdeira, Brianda de Solis. Foi médico de vários governadores e do Sultão de Ahmadnagar.
Dedicou-se também ao comércio e a outras actividades lucrativas.
Garcia d’Orta faleceu em Goa, em 1568, sem nunca ter tido directamente problemas com a Inquisição. Contudo, logo após a morte de Orta, a Inquisição iniciou uma feroz perseguição à sua família. A sua irmã, Catarina, foi condenada por Judaismo e queimada viva num Auto-de-Fé, em Goa, em 1568. Esta perseguição terminou em 1580, com a exumação dos restos mortais do próprio médico e a sua condenação à fogueira por judaísmo.
Os livros mais importantes escritos por Garcia d’Orta foram: “Colóquio dos Simples e Drogas e Coisas Medicinais da Índia” e "O Colóquio dos Simples”

Texto escrito por Daniel Sequeira,nº3, 6ºA (2007/ 2008), com base nas informações do site http://pt.wikipedia.org/wiki/Garcia_da_Orta